Denunciando o orgulho

1Pe 5, 5 e 6 – “Da mesma forma, jovens, sujeitem-se aos mais velhos. Sejam todos humildes uns para com os outros, porque Deus resiste aos orgulhosos, soberbos, mas dá graça aos humildes.

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que ele à seu tempo vos exalte.”


O maior inimigo do homem, é o orgulho e não o diabo. Nosso maior desafio é vencer o orgulho. Temos muitas dificuldades de admitir atitudes orgulhosas.

Muitas vezes ele está mascarado/escondido e tem que ser denunciado para alcançarmos vitória e graça de Deus, pois a palavra é clara, onde há orgulho e soberba, não somos alcançados pela graça de Deus.


Gostamos dos bajuladores, dos que sempre elogia, mas nos distanciamos dos que falam a verdade. A bíblia condena o bajulador, pois nos incentiva ao orgulho e a soberba.

O orgulho, no coração de Lúcifer o transformou em satanás, de anjo a demônio. Se isso aconteceu com ele, quanto mais com a gente.

O orgulho só sai através da sujeição a Deus, ele não sai em nome de Jesus. O orgulho é uma estrutura, atitudes que tem que ser mapeadas, admitidas e transformadas através do arrependimento.

Tiago nos diz : “Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós.”

A orientação de Jesus é : Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração.

Não é cara de humilde, roupa de humilde, não tem a ver com condição social, é caráter de humilde.

Precisamos aprender o caminho de se humilhar debaixo da poderosa mão de Deus, e no tempo Dele, Ele nos exaltará.

Não há pessoa que esteja fazendo algo importante para o Senhor, que não seja atacado e tentado por um espírito de orgulho.


CINCO COMPORTAMENTOS QUE DENUNCIAM O ORGULHO EM NOSSA VIDA


1- AUTOSSUFICIÊNCIA

Acontece sem que a gente perceba. No início de todas as coisas, temos medo, receio, tomamos cuidado e nossa dependência de Deus é muito maior. Isso de aplica a ministério, trabalho, casamento, filhos, etc...

Com o passar do tempo, as coisas entram no automático, já sei fazer, já domino e a nossa dependência de Deus diminui. Achamos que não precisamos mais, diminuímos nosso tempo de oração e por consequência a nossa dependência.

Lúcifer caiu por causa da atitude de orgulho, por querer ser autossuficiente, por querer ser igual a Deus. Em Isaías 14 e Ezequiel 28, está descrita a queda de lúcifer

.........eu subirei acima das estrelas, me assentarei acima do próprio Deus.

Satanás quer reproduzir o pecado do orgulho em nós, principalmente nos líderes, por isso Timóteo lista várias orientações para os novos líderes, para que não ocorra que o novo líder se ensoberbeça.

Precisamos obedecer a Palavra e nos sujeitar a Deus, ser manso e humilde de coração, não só obedecê-lo, mas também se parecendo com Ele, viver como Jesus viveu aqui na terra.

Em Filipenses 2;5 a palavra diz :

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus. Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas fez a si mesmo de nenhuma reputação, tomando a forma de servo, fazendo semelhante aos homens. E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte e morte de cruz.”

A natureza de Deus é a humildade

A natureza do diabo é o orgulho.

Há um exemplo claro na bíblia, que demonstra claramente isso, que é o rei Asa, que está em 2Crônicas 16:12.

Precisamos andar na total dependência de Deus, para que o orgulho não ache espaço em nossa vida.


2- INDEPENDÊNCIA

Sensação de não precisar dos outros, podemos fazer tudo sozinhos. NÃO PEDE AJUDA.

Não é ser dependente dos outros o tempo todo, mas sim uma interdependência. Dependemos uns dos outros, isso é interdependência.

Quem é totalmente independente revela orgulho. Acredita que não precisa de ninguém.

Tem dificuldade de receber ajuda, oferta, orgulho, conselhos, etc... .

Gente que não agrega, não junta pessoas, não consegue trabalhar em equipe.

Efésios 5:18 diz : Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo

Provérbios 18:1 : Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola, ele se insurge contra toda a sabedoria.

Quando o orgulho está presente, não queremos que as pessoas entrem na nossa vida, pois não queremos ser expostos.


3- JUSTIÇA PRÓPRIA

Não abrir mão dos seus direitos, se orgulhar do que faz e de como faz. Critica os outros constantemente. Se justifica o tempo todo, nunca erra.

Esse sentimento de justiça própria, tem destruído ministérios e famílias. Gente que não pede perdão, é uma raiz muito forte, raízes de amargura causada, pelo orgulho, pessoas doentes, prepotentes, obstinados.

Leiam Lucas 18; 9 a 14 – Parábola do fariseu e do publicano.

Quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado. Não somos melhores do que ninguém, tudo o que alcançamos é pela graça de Deus.

A palavra de Deus fala em Isaías 64:6, que todas as nossas justiças são como trapos de imundícia para Deus.


4- VANGLÓRIA

Convencimento, opinião excessivamente boa a respeito de nós mesmos, vaidade, presunção.

1Coríntios 1 diz : “Deus escolheu os fracos para confundir os forte, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir as sábias.”

E diz que no final, Deus não quer ninguém se gloriando em si mesmo. Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.

Não temos direito a nenhuma glória, a se orgulhar de nada.

Leia Deuteronômio 8: 16 a 18 – nos lembra disso

Leia Daniel 4 e 5 que também fala sobre Nabucodonosor e a sua queda, para no final, entender quem era Deus.

O orgulhoso quando obtém sucesso, olha no espelho e quando fracassa, olha pela janela.


5- SE ACHAR MELHOR/ PADRÃO/ REFERÊNCIA

Se todo mundo fosse como eu o mundo seria bem melhor. Eu sou o padrão, a referência, tem que ser do meu jeito.

Filipenses 2: 3 e 4

“Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade, cada um considere os outros superiores a si mesmos. Não atende cada um para o que é propriamente seu, mas com a qual também o que é dos outros.”

Não é natural em nós, considerar os outros superiores a nós. Os próprios apóstolos disputavam entre si lugar de proeminência, quem era o melhor, quem era o maior.

Há competição entre marido e mulher, dentro da própria família, e divididos, perdemos a força.

Leia o que Paulo fala em 1Coríntios 15: 9 e 10.

Daí vem a dificuldade de pedir perdão, admitir o erro, que num dado momento fomos inferiores, e isso gera a dificuldade em pedir perdão sem se justificar. Precisamos ir para a cruz.

Leia 2 Reis 20 – A história do rei Ezequias

Leia 2 Crônicas 7:14 -

Mas há esperança para nós, basta se arrepender, pedir perdão e mudar de atitude, Deus nos ajuda.

Precisamos clamar que Deus quebre em nós toda a estrutura de orgulho que há em nós.

Deus nos abençoe.

13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O plano divino

INTRODUÇÃO Deus descansou no sétimo dia. A sua última criação foi o homem. Ele preparou toda a criação para receber o homem. E você que é nova criatura em Cristo Jesus, Deus preparou toda uma nova vid

IGREJA
BATISTA
   AGAPE

Rua Doze de Setembro, 342

Vila Guilherme

São Paulo - SP​

Tel: (11) 2905-2076
 

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube